Tags:, , , ,

A rede social do momento

- 16/07/2013

Foto: Ilustração

Com o objetivo de postar fotos, o Instagram se tornou uma rede muito mais complexa do que o esperado e bastante lucrativa

 

Cláudia Guimarães, Laís Rocha e Victor Pinto

Idealizado como uma rede social para postagem de fotos, o Instagram conquistou o status de ‘queridinho’ entre os internautas e hoje se tornou uma ferramenta de comunicação com diversas utilidades, além da prevista. Em apenas três anos de existência, a rede, que se configura como uma rede social de nicho, se tornou uma das maiores do mundo. Vale ressaltar que esse crescimento acompanha a evolução e o barateamento de smartphones e tablets, já que as postagens só podem ser feitas através desses dispositivos móveis. A disponibilização de filtros para as fotos postadas é mais um fator que atraiu os internautas, pois não é mais necessária a utilização de outro aplicativo para editar as fotografias. Outro fator importante para o crescimento e adesão da rede social foi a apropriação da empresa pelo Facebook, em setembro de 2012. De acordo com dados revelados pelo site especializado Quora, a compra de U$S 1 bilhão em dinheiro e ações triplicou o número de usuários, poucos meses após o anúncio da transação.

Outras possibilidades – O crescimento da ferramenta atraiu a atenção de grandes empresas dos mais diversos seguimentos. Em um primeiro momento, perfis de divulgação foram criados e, na tentativa de alcançar os usuários com interesses mais específicos, a rede passou a abrigar novas  propostas de negócio. Nesse contexto, novas possibilidades foram surgindo, abrindo espaço para a veiculação de novas marcas, além da promoção de pequenos e grandes negócios na rede. Além da utilização de fotografia, que consegue atrair muito mais a atenção dos internautas do que apenas texto, o Instagram reúne um conjunto de ferramentas que torna sua utilização cada vez mais fácil e envolvente. A não limitação da quantidade de caracteres utilizados, ao contrário do Twitter, por exemplo, permitiu que a rede fosse utilizada como uma espécie de microblog. As hashtags, a marcação de outros usuários e a recente criação de vídeos são outros fatores que contribuíram para que esse meio se tornasse tão atraente, tanto para usuários, quanto para empresas.

A grande quantidade de usuários na rede e a consequente visibilidade que isso pode gerar acabaram por possibilitar a criação de diversos perfis com os mais diferentes temas que se tornaram referência no Instagram, criando uma nova possibilidade de lucro. Esse foi o caso de Paloma Lopes, estudante de arquitetura e apaixonada por esmaltes e nail art, que encontrou através da rede, uma nova possibilidade de empreendedorismo. “Eu sempre postava as minhas unhas e esmaltes/coleções que ganhava ou comprava em minha conta pessoal, e varias pessoas desconhecidas começaram a me adicionar para saber qual era o esmalte, onde eu tinha comprado, como tinha feito a nail art na unha etc. Como os posts do Instagram estavam ficando cada vez mais longos, senti a necessidade de criar um blog, o Vidrinhos Cintilantes”, conta ela, que, depois disso, passou a utilizar a rede não apenas para postar conteúdos, mas também para divulgar seu blog.

O grande número de seguidores começou a despertar a atenção de algumas empresas do ramo e, a partir daí, começaram a surgir as parcerias. “No começo eu corria atrás das lojas, fazia parceria sem fins lucrativos e, depois de um ano e meio, já fiz mais de 40 parcerias e tenho atualmente cinco fixas, entre esmalterias, nail bars, salões e lojas de roupas e acessórios”, conta. Para Paloma, assim como para a maioria dos usuários, a praticidade e facilidade para divulgar um determinado conteúdo fazem toda a diferença. “Acho que o Instagram é a bola da vez, super rápido, prático e o mais legal é que você só precisa clicar na foto para ler, não precisa sair lendo tudo antes de visualizar a imagem”, acrescenta.

Da mesma forma, mas com um assunto diferente, a estudante de nutrição Juliana Calmon encontrou na rede um local para compartilhar suas experiências pessoais. Adepta de um modo de vida saudável, seus exemplos de alimentação natural e exercícios físicos acabaram ganhando um rumo muito maior do que o pensado no início da utilização da rede social. “Nunca imaginei que poderia atingir tantas pessoas, comecei com uma conta privada, mas, quando vi que muitos dos meus amigos se animaram, resolvi expor pra todo mundo e percebi que posso fazer o bem sem olhar a quem”, explica. Em apenas seis meses de uso da rede, Juliana já conta com mais de nove mil seguidores.

Perfil de Juliana Calmon no Instagram

Negócios – A utilização da rede social se tornou algo tão rentável que algumas empresas de marketing e propaganda passaram a desenvolver técnicas para pensar como utilizar essa ferramenta de modo mais eficaz, a exemplo da agência UlPress, que utiliza a rede como veículo de divulgação e comunicação. “A gente percebeu que muita gente migrou do Facebook para o Instagram e, por conta disso, decidimos criar um núcleo que pensa mídias específicas para essa rede. Além disso, no âmbito da assessoria de comunicação, tentamos pensar cada perfil de forma diferenciada e com conteúdos específicos para conquistar seguidores e, consequente, atingir nosso público-alvo”, explica Layra Mercês, jornalista e sócia da empresa. Antenada nas redes sociais, a comunicóloga conta que a utilização do Instagram tem tido um resultado muito maior do que as demais. “Percebemos, a partir de análises externas, que o Instagram cresceu de uma forma extraordinária. Em apenas dois anos de uso, conseguimos agregar muito mais seguidores do que no Twitter, por exemplo”, finaliza.

Confira a galeria de fotos:

 

Roy Tanck‘s Flickr Widget requires Flash Player 9 or better. Get this widget at roytanck.com

 

Leia mais

Instagram faz parte de novo  grupo de redes sociais

Instagram e vida saudável: a motivação que você precisava

Muito além do jogo da velha…

Vidrinhos Cintilantes: conheça um pouco mais sobre Paloma Lopes

EDIÇÃO 2022.2

A invisibilidade que nos cerca

De que perspectiva você enxerga o que está ao seu redor? A segunda edição de 2022 do Impressão Digital 126, produto laboratorial da disciplina Oficina de Jornalismo Digital (COM 126) da FACOM | UFBA, traz diferentes ângulos jornalísticos sobre o que nos marca enquanto sociedade, especialmente àquilo que fazemos questão de fingir que não existe. […]

Turma 2022.2 - 07/12/2022

De R$ 4,90 para R$ 5,20

Aumento da tarifa de ônibus em Salvador afeta rotina de estudantes universitários

Estudantes relatam dificuldades criadas pelo aumento do valor da passagem de ônibus em Salvador O aumento de trinta centavos no valor da passagem de ônibus em Salvador (R$4,90 para R$5,20), anunciado de maneira repentina pela Prefeitura, entrou em vigor no dia 13 de novembro. Tal medida vem prejudicando o cotidiano dos estudantes, especialmente aqueles que […]

Jessica Santana, Laura Rosa, Lucas Dias, Lucas Mat - 07/12/2023

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Bahia é terceiro estado com maior número de partos em menores de idade

Estado registrou 6.625 partos em mulheres de até 17 anos; especialistas apontam falta de acesso à educação sexual como um dos principais motivadores Defendida por parte da sociedade e rechaçada por outra parcela, a educação sexual nas escolas é um tema que costuma causar polêmica quando debatido. Ainda assim, seu caráter contraditório não anula o […]

Larissa A, Lila S., Luísa X., Patrick S - 07/12/2023

catadores da cooperativa Canore reunidos

Desenvolvimento sustentável

Racismo Ambiental em Salvador e Economia Circular

Entenda como esse modelo de produção une sustentabilidade, cooperativas de reciclagem e a luta contra as desigualdades sociais Em meio à crise das mudanças climáticas, a cidade de Salvador tem registrado temperaturas maiores do que a média histórica, chegando a sensações térmicas acima dos 34ºC. Para combater os efeitos do aquecimento global, organizações e iniciativas […]

Anna Luiza S., Jackson S., Luiza G. e Pedro B. - 06/12/2023

Na imagem, uma mulher de blusa verde segura uma cesta com plantas medicinais em frente a uma barraca laranja que tem outras plantas e bananas

Desenvolvimento Sustentável

Feira une produção e consumo sustentáveis na UFBA

Realizada às sextas-feiras, Feira Agroecológica da UFBA se torna elo de ligação entre pequenos produtores e consumidores em busca de alimentação saudável A Feira Agroecológica da Universidade Federal da Bahia – apelidada carinhosamente de “Feirinha” – é um projeto de extensão do componente curricular “BIOD08 – Comercializando a Produção Agroecológica”, ministrado no Instituto de Biologia […]

Celso Lopez;Daniel Farias;Jade Araújo;Melanye Leal - 06/12/2023