Tags:

Aline Amado apresenta a acroyoga e o tecido como formas alternativas de exercício

- 12/08/2013

Atividades que envolvem o universo artístico do circo surgem como modalidade de exercício

Karen Monteiro

Aline Amado é professora de tecido e uma das coordenadoras dos treinos de acroyoga/Foto: Eduardo da Costa Gonzalez

Amante das artes e do circo, Aline Amado é formada em Arquitetura pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), mas nunca exerceu a profissão. Há dois anos e meio, ministra aulas de tecido circense no Centro Cultural do Bispo, no Centro Histórico de Salvador, e há cerca de sete meses coordena treinos de acroyoga todos os domingos, na Praia do Buracão no Rio Vermelho. Em entrevista ao Impressão Digital 126, Aline, que atualmente estuda Dança na UFBA, desmistifica as atividades que aparecem como novas formas de exercício.

Impressão Digital 126: O que é a acroyoga?
Aline Amado: Acroyoga agrega movimentos de yoga, acrobacias e massagem thai, na qual os movimentos são realizados por no mínimo três pessoas: o portô, que fica por baixo portando o voador ou volante, o componente que fica por cima fazendo as acrobacias; uma terceira pessoa que chamamos de anjo da guarda, que é o que está encobrindo tudo para não deixar que ninguém se machuque.

ID 126: Como se iniciou o projeto para os treinamentos de acroyoga?
AA: Em janeiro, o instrutor de acroyoga colombiano Juan Aho trouxe para cá, uma oficina de acroyoga, da qual eu participei. Todas as pessoas que participaram gostaram muito, e como aconteceu uma afinidade grande no grupo, resolvemos continuar a treinar. Marcamos sempre aos domingos, na praia do Buracão, no Rio Vermelho. A gente tem um núcleo mais assíduo, mas também recebemos pessoas de fora que querem conhecer e é assim que o grupo se mantém, com a participação de pessoas interessadas que estão na praia e resolvem participar.

ID 126: Há profissionais de acroyoga em Salvador? Como vocês desenvolvem a atividade?”
AA: Como a acroyoga não é uma aula, é um treino, não existe hierarquia, nem professor. Chegamos lá, escolhemos alguém para conduzir o treino, para que o grupo não dependa só de uma pessoa para desenvolver os treinos. Utilizamos um livro deixado por Juan, Acroyoga Flight Manual, de Jason Nemer & Jenny Sauer-Klein, como base para evoluir os movimentos. Eu não sou professora de acroyoga, muito menos mestre de yoga. O que acontece é um interesse mútuo de todas as partes de querer aprender e dominar uma prática que não existe em Salvador.

ID 126: Quais são os benefícios que a atividade proporciona?
AA: A acroyoga exige uma sintonia muito boa entre o portô e o volante, se um faz algo que tá fora do tempo, fora da sincronia, reverbera no outro e desorganiza o movimento. É uma coisa de sentir muito o outro, exige uma reciprocidade contínua. A gente tem que estabelecer uma relação de confiança enorme no outro. Muita gente chega de primeira e não confia, temos que tentar estabelecer essa relação aos poucos, primeiro realizando movimentos mais simples, fazendo o outro entender que pode, para depois ir progredindo. A acroyoga ainda proporciona uma consciência corporal incrível, da mesma forma que o tecido também traz. Conhecer o seu corpo no sentido de acionar certa musculatura para alcançar o movimento desejado. Ganho de resistência e musculatura.

ID 126: Como é feita a evolução dos exercícios?
AA: Eu trabalho com progressão de exercícios, vou evoluindo de acordo com o condicionamento físico que a pessoa apresenta. Começamos com posições mais leves e até com um nível mais baixo de altura, pra depois ir subindo. A altura depende muito da confiança da pessoa. Eu tenho blocos de aprendizagem, começo com o que eu julgo mais fácil e vou progredindo de acordo com a evolução do aluno.

ID 126: Quais são as diferentes nuances do tecido circense?
AA: Depende de como ele trazido para os alunos. Você pode encontrar vários lugares, até mesmo aqui em Salvador, onde o tecido aparece como uma atividade física. Eu faço aula de dança e trago o tecido em uma abordagem mais contemporânea, acrescentando também elementos da dança e da acroyoga. Eu não costumo planejar as minhas aulas, primeiro analiso o perfil dos alunos para, a partir dai, desenvolvê-las.

ID 126: Quais são os principais benefícios da atividade para o corpo e autoestima?
AA: O tecido não é só ganho de musculatura, resistência, flexibilidade e agilidade, é também ganho de confiança, de segurança, perda de medos. Você acessa caminhos de sensibilidade do aluno que outras atividades não permitem alcançar. A gente percebe quando a pessoa é insegura, quando a pessoa é tímida, tem travas, medos. Eu tento destrinchar isso e ver o aluno além do movimento dele. Como eu trago muita dança, no sentido de fluidez mesmo, elas deixam passar muito isso e com o convívio elas vão se soltando, vão se descobrindo. Elas passam a ver a atividade sobre outra perspectiva.

ID 126: Existe algum tipo de contraindicação?
AA: Qualquer um pode fazer. Geralmente quem procura a minha aula são pessoas que nunca tiveram nenhum tipo de contato com o tecido e que não são artistas. Eu acho bem bacana, porque eles conseguem entrar nessa atmosfera da arte. As contraindicações aparecem apenas para quem possui algum tipo de patologia, o que dificulta a realização de alguns exercícios. Já outros a pessoa pode fazer, mas sem manter.

Leia mais 

Práticas alternativas de exercícios invadem o mundo fitness

Erika Thompson desmistifica os estereótipos do pole dance fitness

EDIÇÃO 2022.2

A invisibilidade que nos cerca

De que perspectiva você enxerga o que está ao seu redor? A segunda edição de 2022 do Impressão Digital 126, produto laboratorial da disciplina Oficina de Jornalismo Digital (COM 126) da FACOM | UFBA, traz diferentes ângulos jornalísticos sobre o que nos marca enquanto sociedade, especialmente àquilo que fazemos questão de fingir que não existe. […]

Turma 2022.2 - 07/12/2022

De R$ 4,90 para R$ 5,20

Aumento da tarifa de ônibus em Salvador afeta rotina de estudantes universitários

Estudantes relatam dificuldades criadas pelo aumento do valor da passagem de ônibus em Salvador O aumento de trinta centavos no valor da passagem de ônibus em Salvador (R$4,90 para R$5,20), anunciado de maneira repentina pela Prefeitura, entrou em vigor no dia 13 de novembro. Tal medida vem prejudicando o cotidiano dos estudantes, especialmente aqueles que […]

Jessica Santana, Laura Rosa, Lucas Dias, Lucas Mat - 07/12/2023

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Bahia é terceiro estado com maior número de partos em menores de idade

Estado registrou 6.625 partos em mulheres de até 17 anos; especialistas apontam falta de acesso à educação sexual como um dos principais motivadores Defendida por parte da sociedade e rechaçada por outra parcela, a educação sexual nas escolas é um tema que costuma causar polêmica quando debatido. Ainda assim, seu caráter contraditório não anula o […]

Larissa A, Lila S., Luísa X., Patrick S - 07/12/2023

catadores da cooperativa Canore reunidos

Desenvolvimento sustentável

Racismo Ambiental em Salvador e Economia Circular

Entenda como esse modelo de produção une sustentabilidade, cooperativas de reciclagem e a luta contra as desigualdades sociais Em meio à crise das mudanças climáticas, a cidade de Salvador tem registrado temperaturas maiores do que a média histórica, chegando a sensações térmicas acima dos 34ºC. Para combater os efeitos do aquecimento global, organizações e iniciativas […]

Anna Luiza S., Jackson S., Luiza G. e Pedro B. - 06/12/2023

Na imagem, uma mulher de blusa verde segura uma cesta com plantas medicinais em frente a uma barraca laranja que tem outras plantas e bananas

Desenvolvimento Sustentável

Feira une produção e consumo sustentáveis na UFBA

Realizada às sextas-feiras, Feira Agroecológica da UFBA se torna elo de ligação entre pequenos produtores e consumidores em busca de alimentação saudável A Feira Agroecológica da Universidade Federal da Bahia – apelidada carinhosamente de “Feirinha” – é um projeto de extensão do componente curricular “BIOD08 – Comercializando a Produção Agroecológica”, ministrado no Instituto de Biologia […]

Celso Lopez;Daniel Farias;Jade Araújo;Melanye Leal - 06/12/2023