Batalha continua árdua

- 02/03/2017

Rayllanna Lima 

Onze anos após a morte da Princesa Isabel, as mulheres conquistaram o direito ao voto (1932). A primeira brasileira a votar e ser votada foi a médica e escritora Carlota Pereira de Queirós (1892-1982), eleita deputada federal por São Paulo, em 1935. Sua companheira de bancada, a bióloga e líder feminista Bertha Lutz foi a segunda mulher a ser ouvida no Congresso.

Carlota Pereira de Queirós: pioneira na legislatura. Foto: Divulgação

O dom para liderar e a luta pela igualdade de direitos jurídicos incomodou muitas políticos da época. Bertha Lutz foi acusada pelos companheiros do próprio partido, o Autonomista, de ter fraudado as eleições. Somente depois de investigação rigorosa, ela foi inocentada e pode exercer o cargo. Seu primeiro discurso aconteceu em 28 de julho de 1936, ao ser empossada na Câmara dos Deputados, mas permanece atual.

“A mulher é metade da população, a metade menos favorecida. Seu labor no lar é incessante e anônimo; seu trabalho profissional é pobremente remunerado, e as mais das vezes o seu talento é frustrado, quanto às oportunidades de desenvolvimento e expansão. É justo, pois, que nomes femininos sejam incluídos nas cédulas dos partidos e sejam sufragados pelo voto popular”, disse.

No próximo dia 24 de fevereiro, comemoramos os 82 anos da conquista do voto feminino. Nestas últimas quatro décadas, mesmo que ainda em passos de tartaruga, a mulher vem ganhando espaço na política nacional.

De acordo com o governo federal, dentre os eleitores brasileiros, as mulheres são maioria (51,7%). Isso demonstra a necessidade do sexo feminino sentir-se representado por aqueles que administram os poderes. Tal necessidade representou um avanço nos registros nas eleições de 2012. Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) revelam que o número de candidaturas femininas alcançou 31,7% do total de registros.

Contudo, a política brasileira está a anos luz de distância do ideal. Segundo site da Câmara dos Deputados federais, um estudo da União Interparlamentar, ligada à Organização Nações Unidas (ONU), colocou o Brasil em 120º lugar em um ranking da proporção de mulheres no parlamento, o que significa estar atrás de países islâmicos como Paquistão, Sudão e Emirados Árabes Unidos.

EDIÇÃO 2022.2

A invisibilidade que nos cerca

De que perspectiva você enxerga o que está ao seu redor? A segunda edição de 2022 do Impressão Digital 126, produto laboratorial da disciplina Oficina de Jornalismo Digital (COM 126) da FACOM | UFBA, traz diferentes ângulos jornalísticos sobre o que nos marca enquanto sociedade, especialmente àquilo que fazemos questão de fingir que não existe. […]

Turma 2022.2 - 07/12/2022

De R$ 4,90 para R$ 5,20

Aumento da tarifa de ônibus em Salvador afeta rotina de estudantes universitários

Estudantes relatam dificuldades criadas pelo aumento do valor da passagem de ônibus em Salvador O aumento de trinta centavos no valor da passagem de ônibus em Salvador (R$4,90 para R$5,20), anunciado de maneira repentina pela Prefeitura, entrou em vigor no dia 13 de novembro. Tal medida vem prejudicando o cotidiano dos estudantes, especialmente aqueles que […]

Jessica Santana, Laura Rosa, Lucas Dias, Lucas Mat - 07/12/2023

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Bahia é terceiro estado com maior número de partos em menores de idade

Estado registrou 6.625 partos em mulheres de até 17 anos; especialistas apontam falta de acesso à educação sexual como um dos principais motivadores Defendida por parte da sociedade e rechaçada por outra parcela, a educação sexual nas escolas é um tema que costuma causar polêmica quando debatido. Ainda assim, seu caráter contraditório não anula o […]

Larissa A, Lila S., Luísa X., Patrick S - 07/12/2023

catadores da cooperativa Canore reunidos

Desenvolvimento sustentável

Racismo Ambiental em Salvador e Economia Circular

Entenda como esse modelo de produção une sustentabilidade, cooperativas de reciclagem e a luta contra as desigualdades sociais Em meio à crise das mudanças climáticas, a cidade de Salvador tem registrado temperaturas maiores do que a média histórica, chegando a sensações térmicas acima dos 34ºC. Para combater os efeitos do aquecimento global, organizações e iniciativas […]

Anna Luiza S., Jackson S., Luiza G. e Pedro B. - 06/12/2023

Na imagem, uma mulher de blusa verde segura uma cesta com plantas medicinais em frente a uma barraca laranja que tem outras plantas e bananas

Desenvolvimento Sustentável

Feira une produção e consumo sustentáveis na UFBA

Realizada às sextas-feiras, Feira Agroecológica da UFBA se torna elo de ligação entre pequenos produtores e consumidores em busca de alimentação saudável A Feira Agroecológica da Universidade Federal da Bahia – apelidada carinhosamente de “Feirinha” – é um projeto de extensão do componente curricular “BIOD08 – Comercializando a Produção Agroecológica”, ministrado no Instituto de Biologia […]

Celso Lopez;Daniel Farias;Jade Araújo;Melanye Leal - 06/12/2023