Tags:, , , ,

Café da manhã: feijoada, farinha e molho de pimenta

- 14/09/2016

Camila Jesus e Victória Goulart. Fotos: Camila Jesus

A maior feira da cidade tem uma forma bem marcante de cardápio para começar a rotina 


Feijoada e mocotó são as opções mais procuradas como café da manhã reforçado na Feira de São Joaquim. Essa fotorreportagem mostra aspectos desse hábito bem baiano de fazer a primeira refeição do dia.

Colorido caótico
As milhares de pessoas que circulam todos os dias, a cordialidade dos comerciantes e o colorido natural formado pelas diversas frutas, verduras e legumes são peculiaridades de São Joaquim que transformam o galpão caótico em um centro de abastecimento aconchegante que se mantém dinâmico e inusitado todos os dias. Mesmo sendo uma feira com rica variedade de produtos não-alimentícios, a principal fonte de arrecadação dos comerciantes provém da alimentação. As centenas de boxes e bancas da feira são tomadas por vegetais, frutas, carnes e bebidas.

Hábito Peculiar

Os cardápios dos pequenos bares e restaurantes são reflexos dos hábitos alimentares e culinários da Cidade Baixa. Entre eles a opção gastronômica mais pedida: feijoada e mocotó no café da manhã, mais precisamente antes das seis horas. Já abastecido para a  refeição matinal, o Bar e Restaurante do Gordinho, nas primeiras horas do dia, estava com o caldeirão de feijoada pronto e com dois clientes à espera do café-da-manhã: Gil Santos, 27 anos, prancheiro e carregador de frutas na Feira de São Joaquim e Júnior Lima, 38 anos, dono de um bar e mercearia no bairro Sussuarana.

Feijoada desde pequenininho
Assíduo na prática de comer feijoada no café-da-manhã, Gil Santos justifica: “Como todos os dias! Pra dar sustância pra trabalhar, né?”. Seu hábito não é recente, vem desde a infância e é algo comum na sua família. Se já fez mal alguma vez? “Não, nunca, estômago aqui é de ferro”, afirmou o prancheiro. Enquanto Gil finalizava sua feijoada acompanhada de farinha e molho de pimenta, Júnior Lima iniciava seu prato com os mesmos acompanhamentos e com o mesmo propósito: criar disposição para o dia de trabalho. “Preciso ter energia pra ir até o fim do dia”, diz o microempresário.

Hábito alimentar faz parte do cotidiano da cidade baixa

Costume nordestino
Os adeptos do café da manhã natural podem estranhar a refeição matinal peculiar da Cidade Baixa,  mas o  hábito de  iniciar o dia comendo miúdos e feijão faz parte da cultura nordestina. Com muito carboidrato e um alto índice calórico, o prato robusto faz a rotina mais produtiva, segundo os adeptos. Quem se aventura a conferir?

 


EDIÇÃO 2022.2

A invisibilidade que nos cerca

De que perspectiva você enxerga o que está ao seu redor? A segunda edição de 2022 do Impressão Digital 126, produto laboratorial da disciplina Oficina de Jornalismo Digital (COM 126) da FACOM | UFBA, traz diferentes ângulos jornalísticos sobre o que nos marca enquanto sociedade, especialmente àquilo que fazemos questão de fingir que não existe. […]

Turma 2022.2 - 07/12/2022

De R$ 4,90 para R$ 5,20

Aumento da tarifa de ônibus em Salvador afeta rotina de estudantes universitários

Estudantes relatam dificuldades criadas pelo aumento do valor da passagem de ônibus em Salvador O aumento de trinta centavos no valor da passagem de ônibus em Salvador (R$4,90 para R$5,20), anunciado de maneira repentina pela Prefeitura, entrou em vigor no dia 13 de novembro. Tal medida vem prejudicando o cotidiano dos estudantes, especialmente aqueles que […]

Jessica Santana, Laura Rosa, Lucas Dias, Lucas Mat - 07/12/2023

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Bahia é terceiro estado com maior número de partos em menores de idade

Estado registrou 6.625 partos em mulheres de até 17 anos; especialistas apontam falta de acesso à educação sexual como um dos principais motivadores Defendida por parte da sociedade e rechaçada por outra parcela, a educação sexual nas escolas é um tema que costuma causar polêmica quando debatido. Ainda assim, seu caráter contraditório não anula o […]

Larissa A, Lila S., Luísa X., Patrick S - 07/12/2023

catadores da cooperativa Canore reunidos

Desenvolvimento sustentável

Racismo Ambiental em Salvador e Economia Circular

Entenda como esse modelo de produção une sustentabilidade, cooperativas de reciclagem e a luta contra as desigualdades sociais Em meio à crise das mudanças climáticas, a cidade de Salvador tem registrado temperaturas maiores do que a média histórica, chegando a sensações térmicas acima dos 34ºC. Para combater os efeitos do aquecimento global, organizações e iniciativas […]

Anna Luiza S., Jackson S., Luiza G. e Pedro B. - 06/12/2023

Na imagem, uma mulher de blusa verde segura uma cesta com plantas medicinais em frente a uma barraca laranja que tem outras plantas e bananas

Desenvolvimento Sustentável

Feira une produção e consumo sustentáveis na UFBA

Realizada às sextas-feiras, Feira Agroecológica da UFBA se torna elo de ligação entre pequenos produtores e consumidores em busca de alimentação saudável A Feira Agroecológica da Universidade Federal da Bahia – apelidada carinhosamente de “Feirinha” – é um projeto de extensão do componente curricular “BIOD08 – Comercializando a Produção Agroecológica”, ministrado no Instituto de Biologia […]

Celso Lopez;Daniel Farias;Jade Araújo;Melanye Leal - 06/12/2023